Adenor Gondim e a Arte da Fotografia

Adenor Gondim, Rui Barbosa, BA, 1950, começou a trabalhar como fotógrafo com o pai, em Rui Barbosa, interior da Bahia, tirando retratos 3x4. Foi para Salvador onde se formou em biologia. Desde a década de 80 fotografa aspectos da cultura, religiosidade e cotidiano da Bahia. Em 1992 iniciou sua pesquisa sobre a Irmandade da Boa Morte, que dura até hoje. Em 1993 organizou em Salvador o 1º. Seminário da Religiosidade Popular da Bahia. É freelance na área de fotojornalismo e colabora para as Revistas Palavra, República e Sabor. Realizou diversas mostras individuais em Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo. 




Menino de Rua com mariposa





Mãe Filhinha de Iemanjá Oguntê






"Afeto" Maria e a Filha






Senhor






"Meu Cavalinho" Zona Rural de Castro Alves - Bahia






"Agogô"- Zé Adário Ferreiro







Marião e seu neto Roberto







Yaô Izaltina das Flores - Cachoeira - Bahia





Paulo Fonseca (bailarino)



_













Adenor Gondim retratado por Stephan Vanfleteren



_


A Revista POESIA AVULSA é editada e organizada pelo poeta André Merez [+ informações ] 


_

Comentários

Postar um comentário

Poetas mais lidos na Poesia Avulsa:

Conceição Evaristo: Cinco Poemas Definitivos

Patativa do Assaré: Poemas de Luta e de Terra

Três poemas de Raul Bopp

Adriane Garcia: Poemas de Quase Amor

Cesare Pavese: Três Poemas Traduzidos

Tarso de Melo: Íntimo Desabrigo

Alberto Bresciani em Seis Poemas

Roque Dalton: Um Poeta Guerrilheiro

Seis poemas visuais de Fabiano Fernandes Garcez

Micheliny Verunschk: Poemas Esparsos