Armando Martinelli em três poemas inéditos

Armando Martinelli nasceu em São José dos Campos (SP). Jornalista, tem duas grandes paixões, a escrita, principalmente poesias e contos, e o cinema, com roteiros e produções de documentários. Publicou em algumas coletâneas, e seu primeiro livro - Recital das Reticências, saiu em 2018 pela editora Urutau. Mestrando em Divulgação Científica e Cultural pelo Labjor (IEL) na Unicamp, entre pesquisas e textos acadêmicos, segue finalizando seu segundo livro, também de poesia, previsto para ser lançado até o final de 2020. 



Respira

O sol atrás da cortina penetra pensamentos reticentes
A luminosidade precária avança nos espaços praticamente abandonados
Existem lugares onde os ausentes se fazem mais percebidos
Por vezes alguns objetos parecem estar do mesmo jeito
Deixados em súbita mudança

Encontra um livro pela metade
O tabuleiro de damas da adolescência
O senhor vestido de claro naquele sonho ainda permanece
Basta uma pequena perícia
Manganelli diria que tudo é estranho na casa, exceto a ausência
Na solidão do tempo parado, o inverso se ajusta
O senhor de bermuda e camisa escura tenta se isolar no confinamento
Os olhos vagueiam em paisagem na parede
Mapeiam a geografia do hemisfério chamado sala

Ele resolve pular

Na luz natural daquele campo florido
Desligar os pronunciamentos impronunciáveis
Retirar a tomada da infecção capitalizada
Respira
A sombra se aproxima
Respira
Já é outro cenário
Respira.


Corredor celeste 

Onírica imagem de um pós- tombo
Corredor celeste
Propício ao tempo agora
Descontrole remoto
Precipício neoliberado

Acessa o depósito de lembranças
Pessoas vestidas de astronauta
A porta de entrada ou saída
Não faz diferença.


Perto das 18 horas

O homem no banco em frente ao bosque fechado
As senhoras sentadas na fila da farmácia
O carro da polícia a despertar o meio da tarde
Não vi
O poema de Manoel de Barros sobre silêncios
Reli
A moça filmando a aula de yoga no meio da praça
Perdi
Perto das 18h os cães latem no portão
Ouvi.



__

O poeta Armando Martinelli
__



A Revista POESIA AVULSA é editada e organizada pelo poeta André Merez 

Comentários

  1. O que você achou desta postagem? Deixe aqui as suas impressões. Isso é importante para o nosso trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de indicar algum autor para publicação na revista? Deixe sua sugestão aqui nos comentários.

    ResponderExcluir

Postar um comentário